Quitandinha - Vila Madalena

Comunicado

17 de fevereiro de 2016

À sociedade

A direção do Quitandinha julga oportuno reafirmar, perante a opinião pública, a veracidade das imagens captadas pela câmera de segurança do bar e que foram por nós divulgadas para rebater versão que circula nas redes sociais sobre uma suposta agressão ocorrida em nossas dependências.

Frisamos que somos contra todas as formas de agressão. Mas somos, sobretudo, a favor da verdade.

As imagens divulgadas não foram “editadas" para corroborar uma história que nos proteja. Não são invencionice. Não são uma fraude para convencer ninguém. As imagens elucidam os pontos cruciais do relato de agressão que Júlia diz ter sofrido no último dia 4. E as câmeras de segurança não deixam margem para dúvida. Ninguém do corpo de funcionários do bar tocou na jovem. Júlia diz que o segurança do bar a retirou à força do local. As câmeras não corroboram essa versão. É o amigo de Júlia que a tira do bar. Quando isso acontece, o segurança estava do outro lado da mesa!

Que edição, por mais perfeita que fosse, conseguiria mudar essa realidade?

Outro ponto é o referente ao som. A alegação é que divulgamos imagens sem som para “esconder” o que foi dito na hora. Não se trata disso, as câmeras simplesmente não gravam com som.

O Quitandinha pediu à empresa de segurança que recupere o original da gravação no HD. As câmeras regravam superpondo imagens depois de alguns dias. A direção do Quitandinha foi informada sobre os fatos, quando o texto de Júlia começou a circular na rede. Já era sábado de carnaval e o bar estava fechado em razão disso, conforme já estava programado e anunciado aos clientes. Foi então pedido a uma funcionária que verificasse as imagens. Ela copiou o que havia com o celular, dividindo em vários vídeos para permitir a transmissão. Não se preocupou em separar o HD, pois não se imaginava, então, que o bar viria a sofrer acusação tão absurda.

Não omitimos nenhum detalhe para nos proteger. Ao contrário. Desde o início estamos procurando a defesa ancorados na verdade. Julgamos que essa história deveria ter um final feliz. É isso que buscamos. Mas não contemporizamos com absurdos.

Rua Fidalga, 242 - Vila Madalena - São Paulo - SP
E-mail: barquitandinha@terra.com.br
Telefone: (11) 3817-5586 Br3 - Comunicação